História

Nossa História

A força vem da confiança

O Sindicato das Indústrias de Celulose, Papel, Papelão, Embalagens e Artefatos de Papel, Papelão e Cortiça do Rio Grande do Sul – SINPASUL, foi fundado em 14 de julho de 1944, para fins de estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria econômica das indústrias de celulose, papel, papelão e artefatos de papel, papelão e cortiça do Rio Grande do Sul.

Teve como seu primeiro Presidente o empresário José Chaves Barcellos, da Celupa – Industrial Celulose e Papel Guaíba Ltda., com sede em Guaíba/RS.

Durante 24 anos permaneceu no mandato como Presidente o Engº. Luis Fernando Gomes Franco, da Irani Papel e Embalagens S/A e como Diretor Tesoureiro o industrial Francisco José Justo, da Astória Papéis Ltda.

Hoje tem como Presidente o Engº. Walter Rudi Christmann, da Cambará S/A – Produtos Florestais, de Cambará do Sul/RS.

A primeira indústria do setor no Rio Grande do Sul foi fundada em 1898, no 5º Distrito de Guaíba, com o nome comercial de Fábrica de Papel e Papelão. Seu objetivo original foi a fabricação de papéis de diversos tipos, usando taquarussús como material fibroso básico. Em 1950, a indústria teve seu controle acionário adquirido pelo Grupo Votorantim, de São Paulo, sendo a fábrica transferida para as margens do Lago Guaíba, no 1º Distrito do Município, adotando o nome Companhia de Papel e Papelão Pedras Brancas. Além de ser a primeira indústria de papel do Rio Grande do Sul, a Cia. de Papel e Papelão Pedras Brancas Ltda., hoje Santher – Fábrica de Papel Santa Terezinha S/A, é também a terceira mais antiga do Brasil.

A segunda indústria a surgir no Estado foi a Justo & Cia, fundada em Bento Gonçalves, no começo da década de 30, sendo transferida para São Leopoldo nos anos 40, com o nome de Fábrica de Papel e Papelão Justo S/A, atualmente denominada PSA Industrial de Papel S/A.

Após, surgiram a Fábrica de Celulose e Papel S/A – FACELPA, em Canela, a Companhia Industrial Celulose e Papel Guaíba – CELUPA, em Guaíba, a Irani Papel e Embalagens S/A, com fábrica na Cidade de Vargem Bonita/SC e sede administrativa em Porto Alegre/RS e a Cambará S/A – Produtos Florestais, em Cambará do Sul, entre outras.

Na década de 60, começou a operar a Celulose Borregaard S/A, hoje CMPC – Celulose Riograndense Ltda, em Guaíba, que é a maior empresa do setor em operação no Estado.

O Rio Grande do Sul conta hoje com 368 indústrias no setor, dentre elas fabricantes de celulose, papéis, caixas de papelão e chapas de papelão ondulado, atuando na área de transformação, produzindo sacaria de papel e outras embalagens e artefatos diversos.

A indústria de celulose, papel, papelão e artefatos do Estado gera em torno de 10 mil empregos diretos e indiretos, participando com 2% na formação do PIB gaúcho.

O SINPASUL, desde sua fundação há 77 anos, vem atuando na defesa dos interesses gerais da categoria econômica, principalmente através da celebração de Convenções e Acordos Coletivos de Trabalho.

Foi um dos idealizadores do SINPEL – Simpósio Intersindical de Negociações Coletivas das Indústrias de Celulose, Papel, Papelão e Artefatos, realizado em parceria com os demais Sindicatos Empresariais do setor no país. O evento tem a finalidade de analisar a situação política e econômica do país, a fim de fixar diretrizes para as futuras negociações coletivas do setor atuando igualmente como importante fórum de discussão do mesmo. O último SINPEL, de 26º edição, foi realizado no dia 18 de setembro de 2020, completamente de forma virtual devido a pandemia Covid-19.

O Sindicato atua efetivamente de forma participativa em nível local, regional e nacional, interagindo com entidades como o Sistema FIERGS, a Indústria Brasileira de Árvores – Ibá, a Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel – ABTCP, a Associação Gaúcha de Empresas Florestais – AGEFLOR, o Sindicato Intermunicipal das Indústrias Madeireiras, Serrarias, Carpintarias, Tanoarias, Esquadrias, Marcenarias, Móveis, Madeiras Compensadas e Laminadas, Aglomerados e Chapas de Fibras de Madeiras do Estado do Rio Grande do Sul – SINDIMADEIRA, o Sindicato das Indústrias de Papel, Celulose e Pasta de Madeira para Papel, Papelão e de Artefatos de Papel e Papelão do Estado do Paraná – SINPACEL, o Sindicato das Indústrias de Celulose e Papel de Santa Catarina – SINPESC, o Sindicato das Indústrias do Papel, Celulose e Pasta de Madeira para Papel no Estado de São Paulo – SIP, entre outras.

Mantém com as empresas associadas e com diversas entidades e instituições afins, um canal permanente de comunicação, com remessa de informações e artigos técnicos, de forma a ampliar o conhecimento dos associados sobre o setor.

A entidade promove regularmente encontros com os integrantes da sua Diretoria para avaliação da conjuntura do setor e a tomada de decisões relacionadas com medidas a serem adotadas, além de reuniões na área de negociação coletiva de trabalho, assembleias e palestras. A agenda do Sindicato inclui ainda, em caráter permanente, contatos com sua base produtiva através de encontros formais e informais da categoria, visando analisar e debater temas de interesse do setor.

Participa ativamente na Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul – FIERGS, em sua Diretoria, no Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul – CIERGS e também nos seguintes Conselhos da FIERGS: Conselho de Articulação Parlamentar – COAP, Conselho de Meio Ambiente – CODEMA, Conselho Técnico de Assuntos Tributários, Legais e Financeiros – CONTEC.

Diretoria

Diretoria do SINPASUL Triênio 2019 – 2022, eleita dia 26/06/2019

PRESIDENTE

Walter Rudi Christmann

VICE PRESIDENTES

Júlio André Ruas Tedesco
Mauricio Harger
Antonio Duarte Barbosa Neto
Celso Basso

VICE PRESIDENTE ADMINISTRATIVO FINANCEIRO

Fernando José Ruschel Justo

DIRETORES SUPLENTES

José Edienne Renê Schneider
Elton Antônio Pigozzi
Jorge Antônio Heineck
Rafael Reichelt Barbosa
Fernando Moschetti
Gregori Bigolin Tormen
Alexandro Nunes Coelho
Bruno Lied Justo

CONSELHO FISCAL EFETIVOS

Maximino Jacinto Tormen
João Batista De Zorzi
Péricles Pereira Druck

SUPLENTES

Humberto Moschetti Filho
Gilmar Luiz Maffei
Marcos Rossi Castilho

DELEGADOS REPRESENTANTES JUNTO À FIERGS EFETIVOS

Walter Rudi Christmann
Fernando José Ruschel Justo